•  
  • Editor
  • Dá para entender Automobilismo nos EUA?

Dá para entender Automobilismo nos EUA?

Categories: Editor, IndyCar
Tags: No Tags
Comments: 3 Comments
Published on: 20 de maio de 2009

Desde o domingo à noite estou me segurando para, quando falar do que aconteceu com Bruno Junqueira na Conquest, no Bump Day da Indy 500. Tudo para não escrever apenas palavrões aqui…

Já me acalmei, e agora vou tentar escrever com sobriedade:

A situação foi a seguinte:
- cenário 1: Alex Tagliani, piloto titular da Conquest, tenta se classificar para a Indy 500. Ele consegue raspando, mas há muito perigo em perder a vaga no Bump Day (último dia, para que ainda algum piloto entre na prova, tirando o pior classificado);

- cenário 2: A Conquest chama – de emergência, em cima da hora – o brasileiro Bruno Junqueira para tentar melhorar a situação de seu triste – e incompentente – piloto titular; ele chega no sábado, e só entra na pista no domingo, já no Bump Day – e consegue se classificar na 30ª posição do grid;

- cenário 3: Alex perde a sua vaga, já que Ryan Hunter Reay acaba tirando o canadense do grid da Indy 500;

Então o que acontece?

Simples, lógico … para os padrões do automobilismo americano, onde quem manda é o time, não o piloto: A Conquest TIRA Bruno do carro, e coloca o Alex em seu lugar. O incompetente é colocado no lugar do brasileiro, que simplesmente sem conhecer e sem andar 1 milha sequer naquele carro, já mostrou que era bem melhor que o titular.

Simples assim: Bruno só entrou para salvar a pele do idiota (desculpem, tinha me segurado tanto, mas não deu…) do Alex, e dos patrocinadores da Conquest.

Mas por que isso pôde ser feito: porque nos EUA quem manda é o dono da equipe, seja na Nascar, seja na IndyCar. Eles definem como querem fazer, já que eles é que fizeram as regras… Assim se um carro da Conquest está fora, mas o outro entrou, o dono escolhe quem que ele quer que pilote o carro que se classificou.

ISSO É O ESPORTE NA VISÃO AMERICANA….

Share this
3 Comments - Leave a comment
  1. niko disse:

    na F1 também é assim, mas não tão descarado, em 99 a ferrari não quis que o Irvine fosse campeão (schumacher estava ferido do acidente na inglaterra), ou seja quem decide quem vai correr ou não é sempre a equipe

  2. wolf81 disse:

    Mas esse é exatamente o ponto. Como justificar um cara que é titular não conseguir classificar, enquanto um piloto que não andou nenhum dia antes, chegar lá e se classificar (e não foi em 33º foi em 30º).
    O burrinho incompetente precisou da ajuda de um profissional para fazer o que ele não sabe fazer. Deve ser por isso que o Alex está em 20º no campeonato.

  3. Leandro Julio disse:

    É que lá quem classifica é o carro e não o piloto, pelo menos é o que eu ouvi uma vez, então se o carro numero XX esta classificado, não importa quem vai guiar, mas os caras são bem burros, porque esse outro já se mostrou incompetente ao extremo, imagina o que ele vai fazer na corrida então.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pesquisa Especial

Queremos saber sua opinião sobre o site SuperSpeedway. Para isso clique no link abaixo - é rápido, só 7 perguntas...

Pesquisa Especial - clique!

Drops de Notícias
Grupo PYPbr
Últimas Inclusões/Atualizações

Welcome , today is domingo, 24 de setembro de 2017